AV Comunicação | “Maratona de eventos marcará início da era Trump”, por Olavo Soares
Anterior
Fechar
Próximo

“Maratona de eventos marcará início da era Trump”, por Olavo Soares

17 de janeiro de 2017

A aguardada (ou temida) posse de Donald Trump como presidente dos Estados Unidos acontece na próxima sexta-feira, dia 20. Para além de todas as implicações políticas e econômicas do fato, a formalização de Trump no comando do país merece também nosso olhar por um aspecto indiscutivelmente coadjuvante, mas rico para análises: a grandiosidade da cerimônia de posse.

Aliás, “cerimônia” não, e sim “cerimônias”, no plural. Um texto do jornal Telegraph relata o extenso número de atividades ligadas à posse que acontecerão nos próximos dias. Uma delas, antes da própria posse – a colocação de uma coroa de flores no museu de Arlington, célebre por abrigar veteranos de guerra, ainda no dia 19. A partir daí há uma série de juramentos, discursos, bailes e shows.

Trump não contará com a estrelada gama de artistas que Barack Obama teve à sua disposição em suas duas posses – grupo que contou com gente como Beyoncé e Aretha Franklin. A baixa participação das celebridades tem a ver, claro, com a guerra que o republicano travou (e ainda trava) com a maior parte do showbiz americano, motivada por suas declarações controversas. Ao seu estilo, Trump tem tentado transformar a recusa das celebridades em um ativo político. Em seu perfil no Twitter, o quase-presidente lembrou que muitos atuaram a favor de Hillary e disse que em vez dos famosos quer “o povo” em sua posse.

Esse ‘povo’ desejado pelo republicano poderá estar presente nos bailes que acontecerão em Washington depois da posse oficial e, principalmente, nas cerimônias públicas, como o juramento e o discurso. Sobre este último, aliás, há grande expectativa sobre o que Trump falará à nação (ou ao mundo). A tradição pesa sobre ele: foi em seu discurso de posse que John Kennedy disse a mais que célebre frase “não pergunte o que seu país pode fazer por você, e sim o que você pode fazer pelo seu país”.

O mundo estará de olho no que Trump fará como presidente. E também, sem dúvida, em sua festa de posse. Nem que seja para compará-la com a apoteose que teve Barack Obama. Célebre por conta de um reality show, Trump contará com uma grande festa de abertura para iniciar seu show particular.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado

Aguarde...