AV Comunicação | “O impeachment e a repetição à exaustão do discurso do PT”, por Adriana Vasconcelos
Anterior
Fechar
Próximo

“O impeachment e a repetição à exaustão do discurso do PT”, por Adriana Vasconcelos

27 de agosto de 2016

Concordando ou não com o conteúdo, temos de tirar o chapéu para a persistência dos parlamentares do PT em repetir incansavelmente seu discurso. Seja para defender a presidente Dilma Rousseff no processo de impeachment ou para acusar o governo Temer de golpista.

O fato é que o PT, desde os tempos de oposição até chegar à Presidência da República, sempre soube cavar seu espaço no Congresso e na mídia, justamente por saber cumprir à risca suas estratégias de comunicação.

Foi exatamente esse discurso coeso, seja fidedigno à verdade ou não, que levou o PT a sobreviver ao ‘Mensalão’ em 2005 e com o qual, agora, a legenda tenta se defender após a revelação do maior esquema de corrupção já visto no país, o ‘Petrolão’ visit the website. Sem qualquer constrangimento em se tornar repetitivo e mesmo ignorando fatos, como o indiciamento do ex-presidente Lula, de sua mulher e filhos ou a prisão de seus principais dirigentes.

Foi exatamente isso o que o país assistiu nesta sexta-feira (26) no plenário do Senado, neste segundo dia do julgamento final do impeachment de Dilma Rousseff.

Mesmo tendo tido o marido preso e indiciado pela Operação Lava Jato, a senadora Gleisi Hoffmann, na última quinta-feira (25) foi capaz de questionar a moral de seus colegas de Casa para julgar a presidente afastada.

Contestada pelos senadores favoráveis ao impeachment, a petista recebeu a solidariedade imediata da bancada petista e ainda se colocou como vítima em embate nesta sexta (26) com o presidente do Senado, Renan Calheiros, quanto este lembrou que ela estaria tentando desqualificar a instituição que a defendeu perante o Supremo Tribunal Federal (STF) durante a operação de busca e apreensão realizada pela Polícia Federal em seu apartamento funcional.

O centralismo democrático característico dos partidos de esquerda talvez explique esse comportamento coeso de ação dos petistas na defesa de seus pontos de vista. Ainda que parte deles discorde da posição definida pela direção do partido.

Nem por isso, podemos deixar de reconhecer a eficiência da turma petista em disseminar seu discurso.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado

Aguarde...