AV Comunicação | “O que esperar de 2017?”, por Adriana Vasconcelos
Anterior
Fechar
Próximo

“O que esperar de 2017?”, por Adriana Vasconcelos

16 de dezembro de 2016

Está aí uma pergunta difícil de responder, diante do cenário dramático enfrentado pelo Brasil neste apagar das luzes de 2016. Há quem diga que esse será um daqueles anos que não acabam nunca.

 

Seus efeitos, pelo menos, vão demorar a ser esquecidos. A crise econômica se aprofundou e nos levou a pior recessão da história do país. E para piorar o cenário, a crise política que levou a aprovação do impeachment de Dilma Rousseff, já contaminou o governo de Michel Temer e agora caminha para uma crise institucional com uma queda de braço entre Legislativo e Judiciário.

 

Mesmo sem uma bola de cristal ou qualquer sinal de vidência, podemos prever, sem medo de errar, que 2017 será mais um ano de dificuldades, desafios e, especialmente, incertezas.

 

Os desdobramentos a delação premiada da maior empreiteira do país, a Odebrecht, no âmbito da Operação Lava Jato, têm potencial suficiente para abalar as instituições brasileiras, tamanha a lista das autoridades citadas em operações nebulosas e suspeitas.

 

E aqueles que nada têm a ver com as irregularidades, mais uma vez, deverão pagar o pato da confusão que o país se meteu. Sem estabilidade política, dificilmente a economia sairá do atoleiro que se encontra e já vitimou mais de 12 milhões de brasileiros, que perderam seus empregos.

 

Levantamento da Organização Internacional do Trabalho (OIT) aponta ainda que o salário do brasileiro foi o que mais caiu em termos reais entre os países do G-20. Só este ano a queda, descontada a inflação, será de 6,2%.

 

Para completar esse cenário de horror, esses trabalhadores ainda terão de se adaptar as mudanças previstas na reforma da Previdência encaminhada ao Congresso Nacional, sob pena de sequer terem direito de receber aposentadorias no futuro.

 

Que Deus nos proteja!

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado

Aguarde...